Busca

E-news


PIADA MORTAL NO CINEMA



O site Omelete com a rede Cinemark, A Piada Mortal, animação para maiores daWarner Bros. baseada na HQ de Alan Moore e Brian Bolland, terá um dia de exibição nos cinemas brasileiros, no dia 25 de julho.


As sessões acontecerão em 30 cidades, apenas às 20h do dia 25, com áudio original em inglês e legendas em português. A pré-venda dos ingressos começa nesta sexta-feira, 8 de julho, nas bilheterias dos cinemas participantes e também na Internet – compre aqui.


Batman: The Killing Joke é um romance gráfico de one-shot escrito pelo autor Alan Moore e desenhado por Brian Bolland. Foi publicado pela primeira vez nos Estados Unidos pela DC Comics em 1988, e desde então tem sido sempre reeditado. A acção de Batman: The Killing Joke decorre na cidade fictícia de Gotham, e dá uma história de origem para o Joker, um super-vilão já estabelecido na banda desenhada. Descreve-o como um comediante falhado que concorda em ajudar um grupo de criminosos e é impedido pelo super-herói Batman antes de ficar desfigurado; como resultado fica louco e abraça a sua persona de super-vilão.

Criada como a versão de Moore sobre a psicologia e a fonte do Joker, história tornou-se famosa pela origem do Joker como um personagemtrágico; um homem de família que falhou como comediante e que “um mau dia” o levou à loucura. Os efeitos da história na continuidade do Batman inclui ainda o tiroteio e paralisia de Barbara Gordon (também conhecida como Batgirl), um evento que criou as fundações para o desenvolvimento da identidade da Oracle.

Muitos críticos consideram Batman: The Killing Joke a história definitiva do Joke e uma das melhores de sempre do Batman. Ganhou oPrémio Eisner para ‘Melhor Álbum Gráfico’ em 1989 e apareceu na lista dos mais vendidos do The New York Times em Maio de 2009. OIGN colocou-o em #3 na sua lista dos “25 Melhores Romances Gráficos de Batman”, atrás de The Dark Knight Returns e Year One. Em 2006, The Killing Joke foi re-imprimido como parte de DC Universe: The Stories of Alan Moore e em 2008, a DC Comics voltou a fazê-lo numa edição de luxo, com um novo colorido de Bolland, com uma paleta de cores mais sombria, realista e moderada do que a original.

Vários elementos de The Killing Joke inspiraram e foram incorporados noutros media relacionados com Batman, como filmes e videojogos.


Sinopse

Uma história impactante e definitiva do surgimento do maior vilão do Cavaleiro das Trevas, o Palhaço Principe do Crime, popularmente conhecido como Joker, marcada pela violência e temas pesados.

Tudo começa quando o Batman, analisando a espiral de violência que permeava o contato de ambos, ao longo dos anos, e prevendo que isso poderia levar um ou ambos á morte, vai ao Asilo Arkham tentar dialogar com seu inimigo. Ao interrogá-lo, descobre que na verdade, o Joker fugiu mais uma vez do sanatório. Fora da prisão, o Joker arquiteta um plano para mostrar a todos o que a loucura, por mais simples que seja, pode fazer com um homem. Primeiro ele atira na filha do Comissário Gordon, Barbara Gordon, também conhecida como Batgirl e posteriormente como Oráculo, deixando-a paralítica. Isso não é muito claro, mas parece que o Joker acaba estuprando a filha do Comissário e ainda tira fotos disso e mostra para Gordon, tentando enlouquecê-lo. Em meio a tudo isso, é contada por meio de flashbacks, a história do Coringa: um comediante mal sucedido na beira do abismo da loucura. Esse é o tema da história: Coringa queria provar que o homem mais são podia se tornar o mais louco, queria mostrar que bastava um pequeno incidente que qualquer um podia se tornar um maluco. Com tudo isso, o Coringa tenta enlouquecer Gordon, mas Batman entra em ação.

FONTE: WIKIPEDIA e site OMELETE


8 de julho de 2016, por Esquentamente Team

Loja
Apareceu na mídia

© 2014-2015 Design Brazuca Comunicação Integrada

Todos os Direitos Reservados | As Marcas apresentadas nesse site e no canal são de propriedade dos seus respectivos idealizadores.