Busca

E-news


STRANGER THINGS, DIRETO DO TÚNEL DO TEMPO



É até difícil começar um texto falando de algo tão inesperado e tão bacana ao mesmo tempo! Estreou no último dia 15 de julho a série original da Netflix, Stranger Things, e o mais interessante para mim foi que eu só fiquei sabendo da série depois da estreia. Por algum motivo eu estava em um limbo temporal onde esse lançamento me passou despercebido. Mas, com o perdão do trocadilho, coisas estranhas aconteceram quando de repente a timeline das minhas redes sociais começaram a pipocar de pessoas elogiando absurdamente a série.

Os motivos desse sucesso não são nada estranhos, a série é uma mistura de elementos e referências consagrados dos anos 80 e 90, como ET, Goonies, Conta Comigo, A Hora do Pesadelo, Alien, sendo tudo isso escrito pelo Stephen King e dirigido pelo Steven Spielberg e trazidos de volta com a qualidade do presente.

Ontem eu assisti o primeiro episódio (sim, sou das antigas e gosto de ver um de cada vez) e vou dar uma pequena sinopse para vocês.

A história de Stranger Things se passa em uma pequena cidade (fictícia) de Indiana, EUA. Quatro garotos, Will, Mike, Dustin e Lucas estão jogando RPG no porão. O jogo é encerrado pela mãe de Mike e os meninos pegam suas bicicletas e vão para suas casas. É aí que a trama começa. Antes de chegar em casa, Will é perseguido por uma criatura estranha que havia fugido de uma instalação do governo ali por perto. Ele consegue chegar em casa, mas tudo leva a crer que a criatura consegue pegá-lo. No dia seguinte, sua mãe começa a procurá-lo desesperadamente com a ajuda da polícia.

strangerthings_promotionalstill

 

Para deixar tudo ainda mais “stranger” surge uma garotinha, chamada Eleven, que parece ter fugido da mesma instalação que a criatura. Não demora muito até os amigos de Will resolverem procurá-lo por conta própria e acabarem encontrando a Eleven. O primeiro episódio me deixou muito animado e feliz em poder voltar a ver algo que lembra as produções de quando eu era criança e depois adolescente.

Com certeza vou fazer um review completo quando terminar de ver os 8 episódios, aguardem!


19 de julho de 2016, por Chewbaca Jones

Loja
Apareceu na mídia

© 2014-2015 Design Brazuca Comunicação Integrada

Todos os Direitos Reservados | As Marcas apresentadas nesse site e no canal são de propriedade dos seus respectivos idealizadores.